Cátedra Biodiversidade e Desenvolvimento Sustentável

Cátedras convidadas associadas à EBM
Investigação

Cátedra Biodiversidade e Desenvolvimento Sustentável

Entidades: Universidade do Porto, através do seu Centro de Investigação em Biodiversidade e Recursos Genéticos (CIBIO)-InBIO Laboratório Associado, EDIA – Empresa de Desenvolvimento e Infraestruturas do Alqueva, S.A., ao abrigo do programa “Cátedras Convidadas” da Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT).

Pretende desenvolver linhas de investigação que contribuam para consolidar a missão da EDIA em promover uma política ambiental que vise fomentar e promover a preservação da biodiversidade e o desenvolvimento sustentável, principalmente na área do EFMA. Aprofundar o conhecimento científico por forma a mitigar os potenciais impactes ambientais decorrentes do empreendimento de Alqueva. Potenciar a produção do conhecimento científico utilizando metodologias atuais e inovadoras, como o recurso à análise de ADN
ambiental ou a técnicas de modelação ecológica, para a potenciar a gestão adaptativa da utilização dos recursos aquáticos e da atividade agrícola, garantindo a preservação dos valores naturais e da biodiversidade. Com isto, serão criadas bases científicas que permitam sustentar as opções para o desenvolvimento e implementação de uma visão integrada do plano de gestão do EFMA, nomeadamente no que envolve a conservação e recuperação de habitats e espécies nativas, na valorização e preservação dos ecossistemas
aquáticos bem como na compatibilização da atividade agrícola com a biodiversidade.

Para atingir os objetivos, o Programa de investigação aplicada foi organizado em 3 pilares:

Pilar #1. Monitorização e mitigação dos impactes da atividade agrícola na biodiversidade. No âmbito desta linha de investigação, pretende-se estudar e identificar formas de gestão dos sistemas agrícolas de regadio existentes no sul de Portugal, de forma a minimizar os impactes associados a esta atividade sobre a biodiversidade.

Pilar #2.
Biologia da conservação de espécies-chave num contexto de intensificação agrícola. Este pilar é focado em elementos da biodiversidade com elevado valor de conservação existentes na EFMA: plantas com valor de conservação, as aves estepárias, e o coelho-bravo.

Pilar #3. Caracterização e gestão da biodiversidade na albufeira de Alqueva e infraestruturas de rega associadas. Desde os primeiros Estudos de Impacte Ambiental do EFMA que se mencionava o potencial da futura albufeira a ser criada para as populações de aves aquáticas. Este pilar foca-se na caraterização e potenciação das populações de aves aquáticas na área da albufeira, mas também na investigação e desenvolvimento de metodologias para detetar e conter a propagação de espécies aquáticas invasoras e na avaliação das alterações dos ecossistemas aquáticos em resultado da transferência de água Guadiana-Sado.